Barba, a maquiagem masculina

Publicado: 17 de novembro de 2014 em Opinião
Tags:, , , , ,

barba1 No Antigo Egito, cultivar a barba era sinal de status, algo permitido somente aos membros mais abastados da nobreza. Na Grécia Antiga, grandes filósofos, matemáticos e políticos ostentavam uma vasta quantidade de pelos no rosto. Já na Europa da Idade Média, sacerdotes eram aconselhados a não terem barba, assim não seriam confundidos com judeus, muçulmanos ou bárbaros germânicos. Foi só por volta de 1700 que a barba passou ser alvo da vaidade masculina, com a invenção de modelos de navalhas mais seguros. De lá para cá, usar ou não barba virou uma questão estética puramente pessoal. Durante boa parte do Século XX, a ideia de rosto livre de pelos foi associada à higiene, e ainda hoje certas pessoas e lugares consideram que ostentar barba é sinônimo de desleixo. De lá pra cá, diversos grupos contestadores tiveram a barba associada a eles: hippies, gays, comunistas… Hoje a barba está presente em diversos rostos e nos mais diversos locais. Pesquisas comprovam que mulheres preferem homens com barba. Estas mesmas pesquisas revelam que mulheres preferem homens sem barba. Chegou-se até a comentar sobre uma ascensão e queda na moda dos rostos peludos. Balela. Barbas sempre estiveram aí e sempre estarão. O mais interessante é que ter pelos no rosto deixou de estar ligado a status (ou falta dele). E excluindo-se casos em que o sujeito toma cerveja / leite / sopa e não limpa a boca, ter barba também não é mais sinônimo de falta de higiene. A ostenta quem quiser e se quiser. E as opções são infinitas: cavanhaques, suíças, costeletas e bigodes nas mais diversas formas e tamanhos. Alguns deixam rente ao rosto, alguns as tem em tamanho tão grande que fariam inveja ao Gmili, e outros… bem… veja você mesmo abaixo. barba2 Do ponto de vista prático, homens não se maquiam (não a maioria deles, pelo menos). Então a única opção que nós temos para dar um tapa no visual é brincar com nosso pelos do rosto. Claro que sujeitos como George Clooney e Brad Pitt ficam bem de barba, mas é notório que sujeitos menos afortunados esteticamente usam e abusam da barba para se embelezar. Temos aqui um exemplo prático disso. Eu antes de ter barba. barba3 Eu após ter barba. barba4 #FicaDica, galera! (Publicado originalmente no Contraversão)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s