A Geração Coca-Cola chega aos cinemas

Publicado: 7 de abril de 2015 em Filmes e Séries
Tags:, , , , , , , ,

(Originalmente publicado no Blog da Fnac em 02/05/2013)

PosterCinema SomosTao 2.indd

“Não posso me comparar aos verdadeiros poetas, eu sou uma estrela do rock”.

A frase acima pode soar pretensiosa, mas seu autor o fez por merecer. Estamos falando de Renato Russo, o eterno vocalista da banda Legião Urbana. Como poucos, ele conseguiu marcar toda uma geração com suas letras e músicas. Mesmo anos após a sua morte, suas palavras ainda tocam mentes e corações, independente da idade.

Mas quais as origens desta figura tão mítica a ponto de surgir o trocadilho “Religião Urbana”? Como este menino que nasceu no Rio de Janeiro em 1960 tornou-se de fato um “rock star”, como todas as vantagens e desvantagens disso?

Com direção de Antônio Carlos da Fontoura e apresentando Thiago Mendonça como Renato Russo, o filme “Somos tão Jovens” traz algumas destas respostas. A trama mostra adolescência do artista em uma tediosa Brasília, a formação e o fim abrupto de sua primeira banda, o Aborto Elétrico, e a criação do grupo que o lançaria ao estrelato.

Além da trajetória de Renato Russo, o filme também aborda o surgimento da cena rocker de Brasília. Não só a Legião Urbana, mas também o Capital Inicial e o Plebe Rude nasceram no mesmo local e época. E questões como o movimento punk na capital do Brasil, bissexualidade e até ditadura militar também aparecem, fugindo do didatismo barato que costuma acompanhar filmes sobre figuras reais.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s