Romaria: entrevista com o roteirista Jun Sugiyama

Publicado: 26 de abril de 2018 em Quadrinhos
Tags:, , , , , ,

Aproximando a literatura brasileira com grandes jornadas de fantasia, o álbum em quadrinhos Romaria mostra a jornada da pequena Délia em busca de água para sua família. Inspirada pelas histórias heroicas que ouvia de sua avó todas as noites, a jovem sai de em uma missão que vai mudar para sempre a sua vida.

Com roteiro de Jun Sugiyama (Gibi Quântico, Kimera – A Última Cidade, ExE, Japow!, entre outros) e arte de Alexandre Carvalho (Gibi Quântico), o álbum está na reta final de sua campanha no Catarse e tem lançamento programado para o Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ) deste ano, que acontece de 30/05 a 03/06 em Belo Horizonte.

Bati um papo com o Jun sobre projeto, quadrinhos e a vida, o universo e tudo mais.

Quando que você percebeu que queria fazer histórias em quadrinhos?

Difícil dizer. Uma parte de mim sempre quis fazer quadrinhos, desde os 6, 7 anos. Mas fiquei bastante interessado mesmo quando chegaram os mangás aqui, no início dos anos 2000. E só comecei a levar a sério o roteiro de quadrinhos após fazer o curso com o André Diniz, em 2012. Foi a partir desse momento que foquei bastante na criação de quadrinhos, especificamente.

A cultura japonesa é algo muito presente em seus roteiros e Romaria foge bastante disso. O que te levou a esta mudança?

Apesar de não possuir ligação direta com a cultura japonesa, não diria que Romaria fosse muito longe dos meus outros trabalhos. Afinal, as principais referências para a narrativa de Romaria são os jogos da série Zelda e animações como Nausicaä, fantasias europeias contadas com a sensibilidade de autores japoneses.

Mas imagino que a pergunta esteja voltada ao porquê da temática sertaneja. Isso é outra coisa que busco acrescentar em meus trabalhos, algo que seja familiar aos leitores, um mundo que nós conhecemos por vivência ou aproximação. Tento sempre passar a história no Brasil, quando posso, usando como ponto de partida para a fantasia e aventuras a partir do conhecido.

Como surgiu a parceria com o Alexandre Carvalho? O quanto ele contribuiu para a criação do projeto?

Conheci o Alexandre quando estávamos montando o Gibi Quântico 2. Ele ilustrou uma das histórias e gostei muito do trabalho dele. Quando montei o enredo de Romaria, queria muito que fosse ele o desenhista, pois o traço dele daria vida ao cenário bucólico/cruel/fantasioso como poucos.

Além de construir todo o visual dos personagens e da história, ele também ajudou a melhorar algumas páginas e deu a ideia de algumas coisas que não posso contar ainda. Sem o Alexandre, Romaria seria completamente diferente.

Quais as principais influências que usou para Romaria?

As principais referências foram os jogos da série The Legend of Zelda, como é possível ver na própria história. Além do jogo, tanto o Alexandre quanto eu gostamos muito de Nausicaä, do Hayao Miyazaki, e acabou influenciando bastante o visual, assim como outras obras do Estúdio Ghibli, que influenciaram a história de modos que só fui descobrir muito mais tarde. 

A principal referência na parte do sertão foi o Grande Sertão: Veredas, que tive a oportunidade de ler alguns anos atrás.

Por que escolheu fazer um Catarse ao invés de uma editora ou publicação independente direto?

Eu gosto muito da ideia do financiamento coletivo e de como aproxima os autores de seu público, mas sempre tive medo de criar um projeto, pela imensidão do trabalho que devia dar. Ainda assim, era algo que queria experimentar, pelo menos uma vez. E Romaria parecia o projeto certo para isso. 

A campanha está na reta final, como está sendo o processo?

Cansativo.

Administrar uma campanha é um processo longo e precisa de muita divulgação e contato com redes sociais, coisas que não tenho muita experiência. Foi divertido em partes, mas acompanhar o número subindo lentamente é bem difícil. Mas espero que tenha aprendido o suficiente para fazer melhor da próxima vez, com melhor planejamento e um prazo menos apertado. 

Deixa seu recado para a galera! 

Muito obrigado a todos que apoiaram o projeto até aqui. Espero que gostem da HQ e fiquem satisfeitos com nosso trabalho. Foi uma jornada longa até aqui, mas ainda temos muito chão pela frente.

Valeu!

Acesse agora a campanha de Romaria no Catarse e garanta o seu exemplar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s