Posts com Tag ‘filme’

(Publicado originalmente no Mob Ground em 17/07/2013)

road1

“Já são quase três horas andando em uma estrada entre Botucatu e lugar nenhum. Mato seco em ambos os lados é tudo o que existe e o posto mais próximo está há pelo menos mais seis horas de caminhada. Sua água já acabou e seus lanches também. Uma torneira na entrada de um futuro empreendimento imobiliário proporciona mais um pouco de água. Dormir em algum canto à beira da estrada passa de possibilidade desesperada à opção bem plausível. Filhos da puta passam por você buzinando e rindo, mas ninguém para e oferece carona. Quando foi que passamos a ficar tão desconfiados uns dos outros? Então um treminhão para no acostamento por causa de um pneu furado e surge uma esperança de conseguir chegar em casa antes do anoitecer…”

É extremamente difícil para mim analisar o mais novo filme de Walter Salles somente pela película em si. Ainda mais na situação em que me encontro agora. Acabei de chegar e casa após ver o filme. Estou bêbado e continuo bebendo durante a produção deste texto. Saí do cinema e fui beber em plena Rua Augusta em companhia de um contador que atua como clown em hospitais, de um diretor/produtor de cinema gay e de uma atriz de teatro recém-formada e deslumbrada, sem saber do monte de merda que a aguarda. Jack Kerouac é um dos meus escritores favoritos e On the Road só não fodeu minha cabeça porque quando li o livro já tinha feito mais da metade das merdas que rolam ali. Tudo bem que Vagabundos iluminados fez um puta estrago depois, mas não é esse o foco agora, certo? A questão é que o filme Na estrada, baseado na obra de Kerouac, traz uma gama infinita de lembranças alteradas pelo excesso de bebida, drogas e sexo e… bem, isso me fez gostar do livro e do filme.

(mais…)

(Publicado originalmente no Contraversão em 06/01/2014)

KUNG FURY

Kung Fury é um policial linha dura que é demitido da corporação por uso excessivo da força. Seu melhor amigo foi assassinado pelo vilão nazista e excelente lutador Adolf Hitler, conhecido como Kung Fuher e ele quer vingança. Então o ex-polcial e um colega hacker bolam um plano ousado: viajar no tempo e acabar com o nazismo na Alemanha, na época da II Guerra Mundial, de uma vez por todas. Mas algo dá errado ele Kung Fury vai parar na época dos vikings.

Agora, com a ajuda de uma bela loura nórdica, montados em um tiranossauro rex e ao lado de uma versão gigante de Thor, eles enfrentarão robôs, mutantes e o próprio Kung Fuher em uma aventura que só pode ser definida como épica!

Este é o enredo básico (!) de Kung Fury, filme de ação baseado na estética dos anos 1980 produzido pela Laser Unicorns e que foi estupidamente bem sucedido no site de financiamento coletivo no Kickstarter.

Confira abaixo o trailer do filme.

E a música tema cantada por ninguém menos que David Hasselhof!!