Posts com Tag ‘marvel’

AVISO: Não li a história e nem pretendo ler tão cedo. Todo o texto é baseado pura e simplesmente na ilustração da capa.

Dias atrás estava arrumando as encomendas da Excelsior Comic Shop quando mais uma vez me deparei com ESTA CAPA.

casamento-2

Lá nos EUA ela saiu na Fantastic Four #27 em 1998 e por aqui foi capa da Grandes Heróis Marvel Premium em 2001, em uma edição totalmente dedicada ao Quarteto Fantástico. A arte é do Salvador Larroca.

O que sempre me chamou a atenção foi o fato da Susan Richards, a Mulher-Invisível, estar beijando o Doutor Destino POR CIMA DA MÁSCARA. Tudo bem que existem os mais diversos fetiches por aí, mas, pela capa, rolou uma cerimônia religiosa e tal e, ao final dela, marido Destino e esposa Susan se beijaram, como se aquilo fosse a coisa mais normal do mundo.

(mais…)

Anúncios

(Publicado originalmente no Contraversão em 22/03/2012)

mav1

Demorei um pouco para começar a me aventurar pelos jogos das redes sociais. Ainda em tempos de Orkut, comecei a jogar Organized Crime porque praticamente todos meus amigos estavam jogando e também porque me lembrou The Crims, um jogo online de eras atrás que joguei por um tempo.

Porém, mais do que ficar competindo por status e poder em brigas PvP (Player versus Player), um jogo me fisga mesmo é pela história. Em Organized Crime, o jogador começava batendo carteiras de velhinhas e mais adiante já era um chefão do crime nacional, com direito a todos clichês do gênero: traições, brigas de facções rivais, controle de estabelecimentos, acordos com autoridades e por aí vai. Estava gostando bastante, mas com o tempo, passei a usar cada vez menos o Orkut e acabei abandonando o jogo. Será que meu império do crime ainda existe em algum servidor cheio de pó?

Mas o grande sucesso do Orkut era um jogo chamado Colheita Feliz. Nunca joguei, mas basicamente você tem uma fazenda e deve cuidar de toda a manutenção dela: plantar, regar, colher, distribuir, vender e comprar. Há também animais e o processo é o mesmo. É um jogo que exige manutenção constante, sendo que se você ficar muito tempo sem entrar, plantas e animais podem morrer. Também não há nenhuma história, você cuida da sua fazenda e interage com outros fazendeiros. A febre foi tanta que existiam desde vírus prometendo vantagens até vídeos de pessoas indignadas com a empresa que cuidava da manutenção do jogo.

mav2

O diferencial destes jogos em redes sociais é que você depende de outros jogadores para conseguir certos itens ou vantagens, além de que o número de amigos dentro do jogo aumenta seu poder dentro dele. Se o jogo é um aplicativo dentro de uma rede social, nada mais natural do que o mesmo estimular que você brinque junto com seus amigos. E não há escapatória, certas missões ou tarefas só podem ser cumpridas com a ajuda de outras pessoas. Caso o seu negócio ainda seja jogar sozinho, melhor continuar com o bom e velho videogame.

(mais…)

marvel vs dc 2

O recente anúncio do reboot na cronologia da DC Comics fez explodir mais uma vez na minha timeline do Twitter a velha rixa entre Marvetes (fãs da Marvel Comics) e Dcnautas (fãs da DC). Se você acha que o futebol é algo que leva as pessoas a discutirem um assunto aparentemente inútil por horas, deveria acompanhar essa briga mais de perto, já que ela é muito pior.

Primeiro porque estes “times” enfrentam-se há anos em um embate que nunca vai acabar, umas vez que estamos falando de produtos de um ramo da Indústria Cultural calcados na eternidade de suas histórias. Segundo porque não temos dados concretos para quantificar quem é a melhor editora entre as duas, ao contrário dos placares de jogos de futebol, e então toda a discussão se baseia na subjetividade dos fãs de ambos os lados.

Mas quais são as diferenças concretas entre as duas maiores editoras de histórias em quadrinhos de super-heróis? Eu resumo assim: a Marvel é “modinha” e a DC é “icônica”.

(mais…)